terça-feira, 31 de julho de 2012

Comunicado



É com bastante tristeza que a nossa direcção anuncia a extinção da equipa de futsal feminino.
Por diversas razões não será possivel mante-la, mesmo tendo sido este ano o melhor em termos de resultados e qualidade de jogo do historial desta equipa , inclusive, conseguiu assegurar a subida à 1ªdivisão distrital.
Mas todos estes feitos foram insuficientes para agradar, principalmente, os sócios deste clube o que leva a forçar à extinção do futsal feminino.
Contudo, foi deixada uma janela aberta, estando a nossa direcção predisposta a ouvir possiveis futuros projectos para desenvolvimento do desporto nesta associação.


Sem mais de momeno,


Saudações desportivas  

sexta-feira, 25 de maio de 2012

14ª Jornada: A.R.Rebordões vs C.D.C. Santana




5 inicial: Esvânia; Sandrinha; Diana; Claudia; Sofia
Resultado Final: A.R.Rebordões 3 vs 0 C.D.C.Santana


Último jogo da época, que para a nossa equipa tinha uma certa importância pois a vitória assegurava-nos o 2º lugar nesta competição.
Foi um bom jogo, bem disputado, com duas equipas a lutarem pela vitória onde houve um claro dominio da nossa equipa que só não teve uma vantagem mais dilata devido à boa exibição da redes contrária.
Os nossos golo foram apontados por Sara, Pite e Claudia respectivamente.
Em resumo, foi um jogo que descreve todo o nosso ano, dificil, suado, com algumas dificuldades mas vitorioso.
Todas as nossa atletas estão de parabens pela enorme época que fizeram!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Antevisões da jornada


Uma vez que este se trata do último jogo da época, iremos dar vós não só a uma atleta como a todas as disponiveis de modo a cada uma fazer uma despedida desta temporada.

Esvânia: "Embora sabemos que o resultado do jogo no fim não importará muito, sei que a equipa dará tudo em capo, como sempre, para arrecadar os 3 pontos. Por vezes durante a época tivemos momentos menos bons, mas mais que esses momentos, tivemos muitos momentos excelentes… Na posição que ocupo posso dizer que como vejo todo o campo fiquei deliciada com alguns jogos da nossa equipa. Fiz boas amizades neste grupo e foi um orgulho jogar com todas vocês na A.R.Rebordões. Infelizmente por motivos físicos será o meu último ano a jogar, mas acabo da melhor maneira, num grande clube e com um grupo que já mais esquecerei. Peço desculpa ao resto da malta, mas gostava de dedicar um abraço especial a duas grandes “manas”, Raquel e Caine.
Espero que todas possam seguir por muitos anos no futsal e eu prometo que tento ir ver jogos vossos, muitas felicidades a nível desportivo e pessoal, a todo o grupo, equipa técnica e direção.
MUITO OBRIGADA, Abraços"

Sofia: "Sendo eu uma das atletas que está neste projeto desde o inicio, posso afirmar que este foi sem dúvida o melhor plantel que esta associação já teve nestes 4 anos de história. Não só em termos de qualidade técnica e tática, como também a nível de balneário. Atingimos a melhor classificação de sempre da A.R.Rebordões, fomos a melhor defesa no campeonato e isto são tudo números fruto de muito trabalho, esforço e união.
Neste fim de semana, podemos novamente segurar o 2º lugar, desta feita nesta competição do qual chamam de Taça. É certo que teremos um adversário bastante complicado pela frente, mas faremos por terminar esta temporada em festa.
Como capita, quero saudar todas minhas colegas pela época extraordinária e agradecer à equipa técnica Saúl e Kiko por tudo aquilo que aprendemos com eles, assim como todo o esforço da Direção.
“Sozinhas podemos chegar mais rápido, mas juntas chegaremos bem mais longe!” – Convosco até ao fim!"

Diana: "Sendo das poucas pessoas que chegou ca no inicio do projecto que a Associação abraçou e apoiou (Futsal Feminino), faco uma avaliação de 4 épocas. Seria injusto dizer que esta foi a mais importante, pois em todas elas houveram momentos bons e maus, momentos esses que vou guardar para sempre.
Mas sem dúvida que nestes dois últimos anos aprendi imenso, cresci muito como atleta e como pessoa. Levo cada atleta comigo, umas no coração, outras apenas na memória.
Queria fazer um agradecimento especial a 2 pessoas. Primeiro ao Presidente, pois deu sempre o corpo as balas e sempre defendeu este projecto. Em segundo, mas não menos importante, ao Saul, pois ensinou-me muito, quer tactitamente, quer tecnicamente, fez de mim uma melhor jogadora, mas também uma melhor pessoa.
Agora sim, relativamente ao jogo, só quero que todos aproveitem, o resultado é o que menos importa, pois no final de contas, daqui a alguns anos ninguém se lembrará d resultado, mas sim que este foi o ultimo jogo com toda a “FAMILIA REUNIDA”.


 
Claudia: "Partimos para a última Jornada da Taça em busca de mais 3 pontos, frente a uma equipa que nos criou muitas dificuldades em sua casa na primeira volta, contudo de tudo faremos para ficarmos com os 3 pontos em casa.
Nesta última jornada, apesar da ambição normal da vitoria, isso não de todo o mais importante para este grupo.
Vamos acima de tudo divertirmo-nos e gozar dos 40 minutos de jogo.
Agora, enquanto capitã de equipa queria deixar uma palavra às minhas colegas, às minhas manas!!! Foi um orgulho partilhar com cada uma de vocês esta longa época, e jamais esquecerei o espirito e a alma ARR, e isso deve-se sem duvida a vocês!!! "

Sandrinha: "Muitos indagaram por que motivo viria eu para uma equipa do Rebordões (visto a conjuntura de quando eu cheguei). Ora bem, hoje basta olhar para se obter uma resposta simples...A formação de uma equipa, em que as bases eram poucas, a experiência mínima. Para mim não existe coisa mais aliciante do que construir uma equipa do "nada". Formar um balneário, crescer como atleta e pessoa. Sinto me cheia de orgulho, olhar para os dois últimos anos e meio e ver aquilo que conseguimos criar com a toda a dedicação e esforço de cada uma. Passamos por várias batalhas, apesar de não termos conseguido conquistar nenhum título oficial, posso dizer que ganhamos a guerra.
É com imensa alegria (e ao mesmo tempo tristeza) que chegamos aqui, visto que para muitas será o fim da era Rebordões.
A vocês meninas, só tenho a agradecer (às que estão e às que já foram). Aprendi muito com vocês e levo um pouco de cada uma para onde eu for. Nestes últimos anos foram a minha segunda família em que criei grandes amizades e que revi algumas.
Quanto à direcção..bem..de certo modo foram incansáveis mas é necessária haver uma mudança muito grande de mentalidades quanto ao futsal feminino mas aqui fica o meu agradecimento pela minha vinda para o Rebordões ser possível, principalmente ao Presidente que foi extraordinário comigo.
Relativamente á equipa técnica, Mister Saúl, as palavras para ti são insuficientes. Verificou-se uma evolução tremenda em todas as jogadoras com a tua vinda para cá. Incutiste em cada uma o que de mais apaixonante e fantástico tem o futsal… Quanto ao resto menos bom que passamos, não vale a pena remexer pois só quero levar comigo as coisas boas. Foi bom rever o meu formador e obrigada por tudo! Kiko, o homem que tem de fazer tudo.. Admiro-te pela capacidade que tiveste em te adaptar a situações com as quais não estavas preparado para tal, desdobraste te em várias tarefas, sem ti o projecto não teria sido possível.Uma última palavra de agradecimento ao nosso Mistério (Lino Teixeira), foi o primeiro treinador que eu tive quando cá cheguei. Obrigada por todos os bons momentos passados consigo.Falando um pouco do jogo, o resultado será o que menos interessa, servirá como despedida para muitas de nós e por isso espero que seja em ambiente de festa. Ficarei muito contente por ver Carina de volta à quadra e pela nossa capitã Sofia poder estar em campo também.Para finalizar (finalmente), foi com enorme orgulho que vesti esta camisola durantes estes anos e recordarei todos os momentos com enorme carinho.
Obrigada a todos que tornaram tudo isto possível!
E amanhã quero um abracinho de equipa! =)"



Susana: "Não gostando eu de despedidas, não me vou alongar muito no meu comentário, não vá o pessoal ficar com sono :)
Nesta época, houve momentos de tudo, mas no âmbito geral ficaram os bons, pois esses sim, valeram por tudo o resto.
Posso dizer que ganhei novos amigos, senti-me bem como atleta e pessoa e isso agradeço a todos, pois acima de tudo fomos um grupo e demonstramos isso dentro de campo.
Espero que neste último jogo, toda a gente se divirta a fazer o que tanto gosta e traga mais uma vitória, pois é tudo muito bonito, mas nós queremos é ganhar :)
Em gesto de despedida, agradeço ao Saul, em particular, porque mais que um bom treinador ao qual tive o prazer de trabalhar, ficou um amigo. E claro, agradeço ao Jacinto, pois acompanhou-nos sempre e teve que levar comigo todas as vezes a puxar-lhe as orelhas e a mexer-lhe na barba :)
O que levo comigo é o orgulho de ter representado este clube e o prazer de ter pertencido a este grupo."




Carina: "Bem, não estou no Rebordões desde que a equipa se formou mas quase, contudo, posso dizer que hoje saio desta "Era" pelo mesmo motivo que me levou a entrar, não pelas vitorias mas pela garra, pela união, pelo arrepio de orgulho que esta equipa faz transparecer lá para fora!! É com as lagrimas nos olhos e com o coração nas mãos que vos falo. Orgulho me de dizer que pela primeira vez joguei com amor à camisola, estes 3 anos tao vividos, tao felizes, tao sofridos, me deixam muito triste que venha a ter um fim!! Como sabem darei o pontapé inicial para o final duma época que me passou ao lado, isso de certa forma mexe muito comigo, mas quero que saibam que viver o Rebordões dentro e fora de campo vai contribuir para que seja duplamente doloroso fazer esse possível "luto"... Mas claro, guardarei para sempre os momentos que passamos, bons ou maus, contribuíram para hoje sermos as melhores pessoas e jogadoras que somos!! Um muito obrigada ao Presidente, que foi incansável comigo, um senhor cheio de valores, digno do respeito, do carinho, da consideração que arrecada!! Mister "Depois de algum tempo aprendemos que não basta sermos perdoados, as vezes precisamos de nos perdoar a nós próprios, aprendemos que não precisamos de mudar os amigos se compreendermos que os amigos mudam..." Tenhamos sempre presente que os cabelos embranquecem, que as rugas aparecem, que os dias se transformam em semanas, as semanas em meses, os meses em anos mas o que é realmente importante não muda, a nossa força e convicção não tem idade!! Obrigada a todas!! Uma vez Rebordões, para sempre Rebordões!!"

domingo, 13 de maio de 2012

Resultados e Classificação da Taça

13ª Jornada Taça A.F.Porto: Citânia de Sanfins F.C. vs A.R.Rebordões


5 inicial: Esvânia; Sandrinha; Diana; Licas; Sara
Resultado Final: Citânia de Sanfins F.C. 0 vs 2 A.R.Rebordões

Como era esperada, a deslocação ao reduto do Citânia seria complicada.
Ainda assim entrámos bem na partida, criando inúmeras situações de golo, que fomos desperdiçando ao longo do primeiro tempo, podendo ter resolvido desde logo o encontro, mas quer pela exibição da guarda-redes visitada e sobretudo pela falta de frieza na finalização, ao intervalo o empate prevalecia, apesar de também a equipa local ter desperdiçado uma boa situação de golo.
Na 2ª parte, baixamos as linhas de forma anular o jogo directo do Citânia, e aproveitar o espaço que disso resultaria, para em transições rápidas puder inaugurar o marcador.
Continuávamos a dominar por completo o encontro e aos 8 minutos da segunda parte, Raquel com um desvio oportuno na marcação de um canto, dá a vantagem no marcador, merecida e que só pecava por ser escassa.
Esperava-se uma reacção natural do Citânia, algo que aconteceu, mas pese embora alguma pressão adversária, foi o Rebordões que continuou a desperdiçar varias situações para dilatar a vantagem, agora explorando o espaço que as locais concediam inevitavelmente no último terço da quadra.
O golo que resolve a partida, surge muito próximo do fim do jogo, numa transição de grande qualidade, Licas consegue o cruzamento ao segundo poste, onde Diana (21) coloca ponto final e um resultado mais de acordo com a exibição da equipa.
As Pacenses também podiam ter chegado ao golo no segundo tempo, mas o Rebordões merecia uma vantagem mais dilatada no resultado final.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Antevisão de Pité

Pite: Mais uma jornada de grande importância para o Rebordões se avizinha, não queremos na recta final da Taça perder os lugares cimeiros da classificação, mas para contrariar isso, teremos pela frente a equipa do Citânia. A equipa do Citânia é sempre forte principalmente quando joga no seu reduto, por isso o Rebordões terá de estar ao mais alto nível para poder sair de Paços de Ferreira com o principal objectivo, os 3 pontos.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Selecção Nacional Futsal Feminino


Conquista em Moscovo


 
Com uma participação 100% vitoriosa, a Selecção Nacional de Futsal Feminina sagrou-se, esta quarta-feira, vencedora do II Torneio Internacional de Moscovo.
No derradeiro encontro da prova, as comandadas de Jorge Braz defrontaram a selecção anfitriã, vencendo por 3-2. Para a história ficam, também, as vitórias por 5-0, diante da Hungria, e por 7-2, frente à formação do Irão.
A precisar de apenas um empate para conquistar o troféu, a Selecção Nacional sentiu algumas dificuldades nos momentos iniciais da partida, tendo sofrido o primeiro golo no segundo minuto. No entanto, bastaram dois minutos para Inês Fernandes devolver a igualdade ao marcador.
Ainda antes do interregno, Mélissa - considerada a Melhor Marcadora do Torneio - trouxe alguma tranquilidade à Equipa das Quinas, assinando o 2-1, e, já nos minutos iniciais do segundo tempo, foi a vez de Rita Palma aumentar a vantagem lusa. Nos minutos finais do encontro, a Rússia conseguiu reduzir para 3-2.
Portugal alinhou com Natalina Silva, Rita Martins, Ana Azevedo, Daniela Ferreira e Mélissa. Jogaram ainda Daniela Ribeiro, Sofia Vieira, Bruna Morais, Inês Fernandes, Juliana Sousa, Sofia Ferreira, Maria Martins, Rita Palma e Rita Fatia.


Equipa organizada merece título

Fazendo a análise ao encontro, Jorge Braz admite que a equipa sentiu na pele a qualidade da Rússia, recorrendo-se da organização para ultrapassar as dificuldades. "Tivemos momentos de grande organização e de excelência, mas também de alguma desconcentração, que nos trouxeram alguns calafrios normais, tendo em conta que a Rússia é uma equipa com bastante qualidade. Quando a equipa percebeu que o jogo teria de ser racional e organizado, facilmente ultrapassámos as dificuldades e fomos capazes de dar a volta ao resultado. Penso que nos organizámos melhor depois do golo e poderíamos ter marcado mais, mas é a eterna questão da finalização".
Com três vitórias em outros tantos jogos, o Seleccionador Nacional diz-se plenamente satisfeito, salientando o mérito das jogadoras. "Fizemos um pleno de objectivos, com jogos diferenciados, mas com qualidade para justificar o título. O balanço global final é fantástico, extremamente positivo, porque, apesar dos poucos treinos que têm, estas jogadoras voltaram a fazer algo fantástico e o potencial que possuem depressa se transformará em competência como ficou aqui demonstrado", explicou.


Desenvolver o potencial para garantir futuro

"Quando estas jogadoras perceberem melhor o jogo e forem capazes de jogar a dois toques, formarão uma equipa fantástica. As jogadoras têm um potencial enorme, só temos de o saber desenvolver. No fundo, este grupo acaba por representar todo o Futsal Feminino Português, porque temos muito potencial escondido e quando o pudermos desenvolver em pleno, as equipas terão pernas para andar", afirmou Jorge Braz ao projectar o futuro da Equipa das Quinas.

Considerando o torneio um momento de evolução privilegiado, o Seleccionador Nacional destaca a experiência internacional e o nível de competição que proporciona. "A equipa sai reforçada pela experiência internacional, por perceberem a exigência e intensidade que existem a este nível. A possibilidade de poderem competir ao mais alto nível é fantástico e só ajudará a desenvolver o potencial que já têm. Esta selecção fez apenas 20 treinos em toda a época e conseguiu apresentar momentos de organização muitos bons, o que é incrível. Existe potencial e competência, mas o mais importante é trabalhá-los e cosenguir sempre mais, por isso temos de continuar com o trabalho que temos vindo a desenvolver", explicou.



Fonte: www.fpf.pt

13ª Jornada: Citânia de Sanfins F.C. vs A.R.Rebordões

terça-feira, 8 de maio de 2012

Selecção Nacional de Futsal Feminino

Portugal volta a golear


A Selecção Nacional de Futsal Feminina voltou a vencer, esta segunda-feira, no II Torneio Internacional de Moscovo. Na partida que decorreu na Aquarium Sports Arena, na capital russa, a Equipa das Quinas venceu a sua congénere iraniana por 7-2.
Depois de ter batido, no domingo, a Hungria, por 5-0, a formação comandada por Jorge Braz voltou a ganhar pela diferença de cinco golos. Portugal ainda sofreu, aos 4 minutos, o primeiro golo da partida, mas Sofia Vieira (6’) empatou a partida.
Portugal estava por cima no jogo e ao minuto 14, as jogadoras lusas deram a volta ao marcador e ampliaram a vantagem, graças aos tentos obtidos por Sofia Ferreira e Mélissa. Um minuto antes do intervalo, aos 19’, Ana Azevedo fez o 4-1, e o Irão reduziu para 4-2, graças a um auto-golo de Juliana Sousa.
Na segunda metade, apenas uma equipa festejou o golo. Portugal marcou aos 29 e aos 33 minutos, por intermédio de Rita Martins e Rita Palma, aos 39 minutos, fechou a contagem.
Portugal iniciou o jogo com Daniela Ribeiro, Inês Fernandes, Sara Fatia, Ana Azevedo e Sofia Ferreira. Jogaram ainda Natalina Silva, Mélissa, Sofia Vieira, Bruna Morais, Juliana Sousa, Daniela Ferreira, Maria Martins, Rita Palma e Rita Martins.

Rússia bateu Hungria

Na outra partida da ronda, a Rússia venceu a Hungria, por 4-0. Com este resultado um empate basta para que o conjunto luso vença a segunda edição da competição.

“Portugal foi superior”

No final da partida, o Seleccionador Nacional de Futsal explicou que a Equipa das Quinas “fez um bom jogo. Como é natural neste tipo de competição, a equipa cresceu do último para este jogo, pelo que estamos satisfeitos. Estivemos bem”, sublinhou, lembrando que “entrámos muito bem no jogo e mesmo sofrendo na primeira oportunidade de golo da equipa adversária, a nossa Selecção reagiu bem, mantendo-se organizada e racional na abordagem ao jogo. Conseguimos virar o resultado e mesmo sofrendo um segundo golo perto do final do primeiro tempo, a equipa soube manter-se organizada no segundo tempo. O resultado acaba por ser normal, considerando a nossa superioridade e a organização que tivemos”, analisou.

Rússia vai ser o nosso adversário mais forte”

Jorge Braz espera na próxima quarta-feira, na última ronda, um adversário complicado. Na opinião do técnico a conquista no Torneio vai ser disputada entre as duas melhores selecções do Torneio - Portugal e Rússia. “Espero um jogo mais difícil, diante de uma equipa complicada, mas vai ser um bom teste. Gostamos destes jogos mais difíceis, pois permitem-nos evoluir ainda mais. Queremos ajudar o Futsal Feminino a crescer cada vez mais. As nossas jogadoras têm um elevado potencial, mas é preciso desenvolverem-se mais e crescerem com os jogos, sobretudo com os mais exigentes, como aquele que vamos ter na quarta-feira. É bom para o crescimento das jogadoras e da Selecção terem desafios de grande exigência. Ajudam-nos a ser melhores. Ainda bem que vai ser um jogo complicado, porque só assim poderemos evoluir”, reforçou.
A terminar, Jorge Braz defendeu que a sua equipa “vai dar melhor para vencer o jogo. Vamos tentar colocar em campo todo o potencial técnico que o nosso Futsal Feminino tem”, concluiu.



Fonte: www.fpf.pt